Beta


Cadastre-se

O SIMAP (Sistema Integrado de Monitoramento Ambiental Participativo) é uma plataforma online desenvolvida para a aquisição e o gerenciamento de informações socioambientais de forma participativa. Por meio da participação da sociedade busca-se valorizar a percepção e o conhecimento local com informações tanto complementares quanto essenciais para processos de diagnóstico, ordenamento territorial e conservação de recursos naturais, planejamento, entre outros.

Dessa forma espera-se que gestores e técnicos envolvidos com processos de planejamento e ordenamento possam obter a maior gama de informações, de forma georreferenciada para a tomada de decisões, que pesquisadores de áreas afins possam ter acesso aos dados relacionados que auxiliem no estudo de políticas públicas e que a sociedade possa conhecer melhor e interagir com os mecanismos de conservação e uso sustentável de recursos naturais.

O Programa para Conservação das Zonas Costeira e Marinha sob Influência do Bioma Mata Atlântica - Programa Costa Atlântica - visa contribuir com a conservação da biodiversidade, a manutenção do equilíbrio ambiental, a integridade dos patrimônios naturais, históricos e culturais e o desenvolvimento sustentável dos territórios costeiros e marinhos.
O Programa é constituído por dois Fundos, o Fundo Costa Atlântica e o Fundo Pró-Unidade de Conservação Marinha.

Fundo Costa Atlântica
 

Criado para apoiar projetos no âmbito da conservação da biodiversidade e uso sustentável dos recursos costeiros e marinhos e para estimular o desenvolvimento regional, por meio do incentivo ao estabelecimento de atividades sustentáveis voltadas ao desenvolvimento humano, social e ambiental, de forma a promover a melhoria na qualidade de vida para as comunidades humanas locais que vivem e viverão nesses territórios.

Fundo pró-Unidade de Conservação Marinha

Estabelecido como um fundo de perpetuidade, com vistas a garantir a proteção, gestão e sustentabilidade das Áreas Marinhas Protegidas existentes. Este Fundo está em operação na Reserva Biológica Marinha do Atol das Rocas, na Estação Ecológica da Guanabara, na Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais e no Monumento Natural do Arquipélago das Ilhas Cagarras, e no futuro pretende beneficiar outras Unidades de Conservação marinhas

São Patrocinadores do Programa Costa Atlântica:
  • Bradesco Capitalização

  • Bradesco Cartões

  • Fundação Toyota do Brasil

  • Repsol Sinopec Brasil

  • Anglo American


A Fundação SOS Mata Atlântica é uma organização não-governamental criada em 1986. Trata-se de uma entidade privada sem fins lucrativos, que tem como missão promover a conservação da diversidade biológica e cultural do Bioma Mata Atlântica e ecossistemas sob sua influência, estimulando ações para o desenvolvimento sustentável, bem como promover a educação e o conhecimento sobre a Mata Atlântica, mobilizando, capacitando e estimulando o exercício da cidadania socioambiental.

A entidade desenvolve projetos de conservação ambiental, produção de dados, mapeamento e monitoramento da cobertura florestal do Bioma, campanhas, estratégias de ação na área de políticas públicas, programas de educação ambiental e restauração florestal, voluntariado, desenvolvimento sustentável e proteção e manejo de ecossistemas.


A APA Marinha Litoral Norte (APAMLN) foi criada em 8 de Outubro de 2008, pelo Decreto nº 53.525 do Estado de São Paulo, com o objetivo de proteger a diversidade biológica; disciplinar processo de ocupação e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais por meio do ordenamento do turismo recreativo, das atividades de pesquisa e das atividades pesqueiras, além de promover ações para a geração de renda de modo sustentável. A APAMLN compreende cerca de 15% do Litoral Paulista.

O Conselho Gestor da APAMLN é composto em 50% por representantes de órgãos públicos e em 50% por representantes da sociedade civil, representada nos seguintes setores: Ensino e Pesquisa, Turismo e Esportes Náuticos, Pesqueiro e Ambientalista. O Conselho Gestor também cria grupos de trabalho temporário para dar uma maior atenção a assuntos específicos como: Saneamento Básico, Educação Ambiental, Poluição, Pesca, Maricultura, entre outros. O maior desafio do CG o foi o de construir um fórum participativo e democrático, que pudesse proporcionar um diálogo entre os diversos interessados e usuários do território da APAMLN. Mesmo com alguns conflitos, a APAMLN já possui diversas realizações como o Passaporte Azul (guia de pontos de mergulho), apoio a diversos eventos, Mapeamento dos Cercos Flutuantes, Mapa atualizado com as áreas de exclusão de pesca, entre outros.

Referências: Relatório APAMLN 2009, 2010, 2011


O Laboratório de Manejo, Ecologia e Conservação Marinha do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo abrange diversas linhas de pesquisa relacionadas essencialmente à conservação de áreas costeiras, em especial às praias arenosas. Três principais ramos interdisciplinares podem ser destacados:
(1) ecologia de invertebrados
(2) impactos baseados na deposição de resíduos sólidos
(3) interações e organização social frente às principais problemáticas de ambientes costeiros.

O desenvolvimento de abordagens metodológicas inovadoras, visando melhorias de gestão e monitoramento é o principal alvo desse grupo de trabalho.

Responsável: Prof. Dr. Alexander Turra


A SALT é uma empresa de serviços e projetos ambientais, atuando nos seguintes segmentos:

  • Software

    Desenvolvimento de softwares e aplicativos personalizados para computador, tablet e smartphone.

  • Equipamentos

    Desenvolvimento, Instalação, Operacionalização e Manutenção de equipamentos.

  • Processamento de dados

    Expertise em coleta, processamento e análise de dados meteo-oceanográficos, limnológicos e geofísicos.

  • Modelagem numérica

    Realização de simulações numéricas oceânicas, costeiras e estuarinas, envolvendo hidrodinâmica, ondas e transporte de sedimentos.